Toda Mídia
Toda Mídia
 

Versões

 

À esquerda, o quadro postado neste momento pelo "New York Times", com os EUA em primeiro lugar, pela soma das medalhas.

À direita, o quadro postado pelo "China Daily", também neste momento, com a China em primeiro lugar, pelas medalhas de ouro.

A coluna e o blog voltam na segunda-feira.

Escrito por Nelson de Sá às 11h11

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

E daí, Michael Phelps?

O "China Daily" abre saudando o "dia de vitórias surpreendentes para os anfitriões". No texto, "e daí que Michael Phelps não estava lá? O Cubo de Água pegou fogo mesmo assim. Uma chama que a China vai recordar por muito tempo". Na foto com a bandeira vermelha, Liu Zige, ouro no nado borboleta.
 
Na metade superior da capa, o quadro de medalhas, como no resto do mundo, menos EUA, segue a ordem das medalhas de ouro, com a China na liderança.
 
Já na manchete do site do jornal, neste momento, "Primeiro-ministro do Japão declara remorso pela Segunda Guerra", pela "dor infligida a outros países".

Escrito por Nelson de Sá às 10h58

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Um lado só

O "NYT" abre com o secretário de Defesa dos EUA dizendo que a Rússia "põe em risco" negociações sobre temas como o Irã. E destaca abaixo que os EUA, na "resposta mais forte até agora à ofensiva russa", fecharam o acordo para instalar seu mísseis "antimísseis" na Polônia.

O "WSJ" foi até a Ossétia e garante que "há poucas evidências de que os ataques georgianos mataram milhares, como diz a Rússia".

O "WP" dá manchete e o "NYT" também traz no alto outro foco de "instabilidade": o presidente paquistanês, aliado dos EUA, deve renunciar. Ele tomou o poder há nove anos, em golpe militar, e agora é abandonado pelos militares. Mas vai ganhar "imunidade", afirma o "WSJ".

No "FT", a preocupação é a zona do euro "mais perto da recessão", enquanto "seguem crescendo as pressões inflacionárias globais".

O "WSJ", na reportagem traduzida pelo "Valor", afirma que "encolhe o produto europeu, salta a inflação americana" e fala em "novas preocupações nos países em desenvolvimento", sem dizer por quê.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h55

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"No bronze a gente é ouro"

Na manchete do "Jornal Nacional" de ontem, "Medalha na piscina. César Cielo ganha bronze emocionante em prova nobre da natação".

E foi só. Daí um blog como Bronze Brasil 2008, que surgiu uma semana atrás anunciando que "chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor". Que se revoltou contra o sueco que atirou no chão seu "disputadíssimo bronze". E que nesta madrugada postou "plantão" anunciando que o "Brasil pode fechar a participação no judô com chave de bronze".

Dia após dia, apesar do sorriso inquebrantável de Fátima Bernardes, os Jogos confirmam o blog, ao menos por enquanto.

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h35

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Superiores

A Folha abre com uma "medida administrativa" do Conselho da Justiça Federal, que "forçou a União a pagar a juízes de várias instâncias mais de US$ 1 bilhão em auxílio-moradia retroativo" ao período 94/97. Vale até "para quem morava na mesma cidade em que trabalhava". O Conselho é dirigido pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça.

E após pressão sem fim o Tribunal Superior Eleitoral "autorizou o envio de tropas" para, segundo o "Globo", "coibir a atuação do tráfico e das milícias durante a campanha". É uma intervenção "inédita" que cede à campanha da mesma Globo e do governador Sergio Cabral contra o apoio de lideranças de favelas a Marcelo Crivella.

O "Estado", com enviado, publica no alto e com foto, mas não como manchete, que "só restaram velhos na capital da Ossétia":

_ Não se vêem crianças. Os homens jovens formaram milícias para apoiar os russos. Civis recolhem mortos. A enfermeira Evelina Kokaeva conta que não conseguiu impedir a morte de quatro soldados russos: "Chorei como se fosse mãe deles".

O "Valor" traduz e destaca no alto uma reportagem, manchete do "WSJ" de hoje, sobre a crise econômica que "se alastra":

_ Além da UE, EUA, Reino Unido e Japão flertam com recessão. A China é exceção. Não está claro se os emergentes serão capazes de atravessar com segurança o declínio no mundo desenvolvido.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h08

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Vitória sobre o Ocidente"

A nova "Economist" não doura a pílula: a "Rússia renasce", "a guerra é uma vitória da Rússia", "uma vitória não apenas sobre a Geórgia, mas sobre todo o Ocidente", "o ataque à Ossétia do Sul foi estúpido e possivelmente criminoso" e "as alternativas do Ocidente são limitadas".

Daí as manchetes nos sites de "New York Times" e "Washington Post", ontem, sobre o apoio russo aos enclaves na Geórgia, em "desafio a Bush".

Mas a "Economist" também diz que o Ocidente tem que reagir ao "novo imperialismo russo", em especial líderes "vergonhosamente silenciosos", como a alemã Angela Merkel. É preciso responder, avisa a revista, para que a Rússia "pause antes de agir, por exemplo, na Criméia, parte da Ucrânia que é lar para milhares de russos e para a frota do mar Negro".

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 07h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Se o problema fosse apenas a Rússia... Nas manchetes desta manhã de Huffington Post (acima) e Drudge Report, este com o enunciado "China toma a liderança" e link para o quadro de medalhas, nada de Moscou. O problema é Pequim, com a disparada chinesa no ouro.

Escrito por Nelson de Sá às 11h13

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

EUA de um lado, Europa de outro

Na manchete do site do "NYT", que vem recaindo no chauvinismo que precedeu a invasão do Iraque, "Rússia apóia separatistas". Logo abaixo, segue em destaque on-line a crítica do jornal à Europa pelo acordo de paz que aprovou junto à Rússia e à Geórgia.

Do outro lado, na manchete da BBC, também agora, "Rússia inicia a entrega da Geórgia". Ao mesmo tempo, a agência russa Interfax sublinha que o presidente Dmitri Medvedev se encontra amanhã com a primeira-ministra alemã, Angela Merkel _o que a cobertura americana nem registra, antes ressaltando a viagem e as ameaças retóricas apresentadas pela secretária de Estado dos EUA, Condoleezza Rice.

E já se espalham fotos de aviões dos EUA na Geórgia, com a águia americana, via americana Associated Press:

Escrito por Nelson de Sá às 10h38

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Hooters chineses

Na manchete do "China Daily", em nova resposta às pressões ocidentais, "impostos serão elevados para carros grandes e reduzidos para carros menores para economizar e reduzir a poluição".

Sob foto da equipe de ginástica da China, o jornal destaca que o americano Michael Phelps "faz história no ouro olímpico". No site, a manchete agora são as "estrelas asiáticas da natação" que vão à piscinna "num dia sem Phelps".

E um anúncio significativo na capa de papel mostra as garçonetes chinesas da cadeia americana de lanchonetes Hooters (peitos grandes).

 

Escrito por Nelson de Sá às 10h15

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Soldados humanitários

"NYT", "WSJ" e "FT" abrem com o envio da "ajuda humanitária" de George W. Bush à Geórgia, em "aviso apoiado por tropas", no dizer do primeiro. O "WSJ" é o que mais sublinha a mensagem, ao falar em "vôos" (airlift), expressão que remete a Berlim Ocidental, e uso de "navios e aviões".

Já o "FT" descreve mais como um "apoio moral".

O "WSJ" destaca também que "refugiados" falam em "saques" dos militares da Rússia, mas se restringe aos refugiados georgianos, sem citar os ossetianos, que falam em massacres dos militares da Geórgia. E o "NYT" questiona o acordo levado pela França aos dois países, que "permitiu à Rússia argumentar que poderia avançar mais".

Desde ontem na manchete do Drudge Report, o "NYT" ressalta hoje que, segundo o Censo, "Em uma geração, as minorias podem ser maioria nos EUA". A mudança está ocorrendo "mais rápido do que se previa".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h47

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O dia DD

A Folha abre com Daniel Dantas acusando Paulo Lacerda, da agência de inteligência, de encomendar a Operação Satiagraha como "represália" a um dossiê na "Veja" contra o então diretor da Polícia Federal. Lacerda afirma que vai "responder a informações infundadas no foro adequado".

"Estado" e "Globo", com destaque menor, optaram pela menção do banqueiro aos "filhos de Lula", também supostos alvos. Em sites como Vi o Mundo, a referência foi dada como uma ameaça entre várias.

Em guerra contra as algemas desde a prisão de Dantas, o Supremo de Gilmar Mendes ameaça agora "anular prisões", na manchete do "Globo".

Na Folha, o mesmo Gilmar Mendes quer uma "central para monitorar grampos" no Conselho Nacional de Justiça, que ele também preside.

O "Estado" abre com Edison Lobão e cita Dilma Rousseff para reafirmar que o governo decidiu criar nova estatal para gerir Tupi etc. Diz que, "em conversas com governadores", Lula tem lembrado que "50% do capital privado da Petrobras está nas mãos de acionistas americanos". Também o "Valor" ressalta que "a idéia é mesmo a nova estatal, nos moldes da Noruega", mas a definição será encaminhada após as eleições.

A Folha, que deu a notícia no domingo, destaca que os tais "acionistas ameaçam ir à Justiça contra a nova estatal" _e até prometem "se alongar por muito tempo, sim", arriscando a produção.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h07

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Bikini"

De repente, as notícias do conflito e dos Jogos se cruzaram, em títulos como "Rússia e Geórgia em guerra... no vôlei de praia", do "Times" de Londres, ou "Geórgia e Rússia apelam ao Brasil e aos biquínis para diminuir tensão", do "WP", no tom irônico da maioria. Fala-se em "diplomacia do biquíni".

No "NYT", "Longe da zona de guerra, Geórgia bate Rússia na praia". E foram jogadoras "nascidas e que vivem no Brasil", elas que representam a Geórgia em Pequim. Mas a dupla russa se revoltou, reclamando que "essas garotas são brasileiras, elas nem sabem quem é o presidente georgiano".

Por outro lado, sem piada, o "Variety" destacou que a Rússia acusa a "mídia ocidental" de tomar partido, "mas executivos de televisão dos EUA não se abalam" e até ridicularizam como "bananas" as denúncias. Porém o próprio "Variety", referência de televisão e cinema nos EUA, avalia que a cobertura americana e européia dá "um lado só".

Por exemplo, ignora "os milhares de mortos nos ataques da Geórgia à capital da Ossétia do Sul, na quinta e sexta-feira".

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 07h48

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Atentado a bomba, mais um

Na primeira página do chileno "El Mercurio" de hoje, "a poderosa bomba que explodiu nesta madrugada na sucursal do banco Itaú causou prejuízos de grande proporção". Foi "o terceiro atentado a bomba em menos de uma semana", dois deles contra alvos brasileiros, e "foi o mais violento". Abaixo, a reportagem interna, registrando que os ataques seriam "atribuídos a grupos anarquistas".

Escrito por Nelson de Sá às 11h27

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Deu para desabafar?"

Danilo Gentili encontra Daniel Dantas e seu advogado, no "CQC":

Ontem, "Supremo permite que banqueiro fique calado".

Escrito por Nelson de Sá às 10h54

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ouro e mais ouro para China

O "China Daily", após dar a alta na inflação para os produtores, destaca a queda na inflação para os consumidores.
 
Na foto, o ouro na esgrima.
 
Na manchete do site do jornal, agora pela manhã, o ouro na ginástica. O site do "NYT" também destaca, com foto inclusive, mas sublinhando que "persistem perguntas sobre a suposta falsificação de idade da equipe chinesa, que venceu após quedas dos Estados Unidos".
 
No quadro de medalhas, a China segue na frente.
 
 

Escrito por Nelson de Sá às 10h34

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ocidente diante da Rússia

O "NYT" abre dizendo que foi "em acordo com os georgianos". "WSJ", "WP" e "FT" dizem que a "Rússia concordou". E assim a trégua foi noticiada hoje no Ocidente como parte da negociação encaminhada pelo Ocidente, não pelo anúncio unilateral feito ontem pela Rússia.

Agora pela manhã, os sites dos mesmos afirmam que o avanço russo prossegue, segundo a Geórgia e também a CNN, que "viu tanques".

Em outra frente, destaca o "NYT" de papel, a crise começou "semanas antes", com ataques on-line aos sites georgianos _e não com o ataque georgiano à capital da Ossétia do Sul.

De outro lado, o "FT" publica artigo do ministro de relações exteriores da Rússia, "Por que a resposta da Rússia à Geórgia foi certa".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h31

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Petrobras, "empresa de valor"

Seguem os sinais sobre o futuro de Tupi e os novos campos. A Folha destaca que o governo "retomará leilões de concessão só em terra e águas rasas", deixando de fora o entorno da camada pré-sal.

O "Estado" ressalta declaração de Lula a estudantes, de que "o petróleo não é da Petrobras, é do povo brasileiro", indicando que deve criar nova estatal para gerir as reservas, como deu a Folha no domingo. "Queria dizer que, da mesma forma como surgiu na UNE a campanha 'O petróleo é nosso', vocês agora estão desafiados a este outro debate."

Sem relação direta, o "Valor" abre foto e manchete para José Sérgio Gabrielli, da Petrobras, "Empresa de Valor 2008: S.A. mais lucrativa das Américas". Logo abaixo, Edison Lobão, ascendente no noticiário, diz que negocia "trégua" no conflito entre os consórcios de Jirau.

Sob o título "Cravo e ferradura", o "Globo" dá fotos de Lula com os estudantes da UNE, que para ele deveriam "lembrar heróis em vez de xingar algozes", e com os comandantes militares, quando não discursou. No debate sobre a tortura, Elio Gaspari escreve hoje:

_ Um aspecto relevante é a postura dos comandantes diante da herança maldita. Em vez de exorcizá-la, reconhecendo erro cometido há mais de 30 anos, cavam trincheiras. Uma é a do debate inoportuno. Outra é a da negativa da responsabilidade dos hierarcas. Ambas são falsas, e o debate é necessário.

Na manchete do "Globo", o que chama de "desafio" da Polícia Federal ao Supremo, ao algemar presos na Operação Dupla Face.

E na coluna de Mônica Bergamo, sob o título "Três", "José Serra ofereceu jantar ao presidente do Supremo, Gilmar Mendes, no fim de semana, em São Paulo. Também à mesa, Fernando Henrique Cardoso".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 07h40

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Clientela

Em comício ao vivo pela CNN, o presidente da Geórgia saudou John McCain, que andou dizendo que "agora somos todos georgianos". E logo o site Talking Points Memo ligou a referência ao assessor do candidato republicano que _até meses atrás_ atuava como lobista do governo georgiano em Washington:

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 07h28

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Interesse nacional"

Os passos falsos, a acusação de plágio e agora a fraude com uma criança. A cantora mirim da abertura foi trocada por outra, mais bonita, que dublou enquanto a menina rejeitada cantava. No "China Daily", dia seguinte, "Lin Miaoke, 9, vira estrela instantânea com canção patriótica". Mas a voz era de Yang Peiyi, 7.

É o que relata o diretor musical da cerimônia, Chen Qigang, em entrevista à rádio Pequim, destacam agências, hoje. Diz ele que foi ordem de "um membro do Politburo, na última hora", com o argumento de que "o público entenderia que é pelo interesse nacional".

Abaixo, já no YouTube, a cena durante a cerimônia e a entrevista à rádio, via Sohu, o Google chinês que faz o site oficial dos Jogos: 

Escrito por Nelson de Sá às 10h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os punidos e os promovidos

De Clóvis Rossi, hoje na Folha:
_ Há duas confusões, que parecem pura má-fé, na equiparação que setores das Forças Armadas estão fazendo entre a ação dos que pegaram em armas contra o regime militar e a ação dos militares que os reprimiram. Primeiro, agentes do Estado não podem recorrer à delinqüência para reprimir a delinqüência de inimigos. A segunda _e principal confusão, porque é factual_ trata da impunidade. Praticamente todos os que pegaram em armas contra a ditadura foram punidos. Um punhado deles foi punido com assassinatos, torturas. Do lado oposto, ninguém foi punido. Muitos, ao contrário, foram promovidos.

Escrito por Nelson de Sá às 09h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Inflação sobe e desce

O "China Daily" abre com a "inflação para o produtor" na China, que chegou a 10% anuais em julho devido à alta dos combustíveis. É a "mais alta desde 1996, quando o número foi apurado pela primeira vez". Por outro lado, na manchete do site, agora pela manhã, "Inflação para o consumidor cede para 6,3%".

Na foto de papel, um medalhista da Índia, o primeiro ouro individual da "nação de 1,1 bilhão".

O site do "China Daily" também destaca que o presidente da Rússia "ordenou a paralisação" da operação na Geórgia.

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h13

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Medvedev & Putin

Os quatro jornais abrem a manchete de papel com o avanço russo de ontem e sublinhando o discurso de George W. Bush.

Agora pela manhã, no site do "NYT", "Rússia diz que ordenou paralisação da ação militar na Geórgia". No "WSJ", "Rússia pára o ataque na Geórgia". No "WP", "Medvedev: ação militar pára na Geórgia". No "FT", "Medvedev ordena cessar-fogo".

O americano "NYT", em análise, diz que "as decisões de Vladimir Putin poderiam redesenhar o mapa do Cáucaso _ou destruir as relações com o Ocidente". O britânico "FT", em editorial, diz que "uma Rússia autocrática não vai jamais alcançar o que quer no século 21 se comportando como uma potência do século 19".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h25

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Via Interfax

Folha e "Estado" abrem com o avanço russo no conflito georgiano. Agora pela manhã, nos sites de ambos, "Presidente da Rússia anuncia fim de operação na Geórgia" e "ordena fim de ação militar contra a Geórgia". A informação foi divulgada pela agência russa Interfax.

O "Globo" abre com mais pressão do PMDB para tirar setores das mãos de estatais. Agora é o governador Sergio Cabral que defende passar para empresas privadas o aeroporto do Galeão. Foi em audiência pública na Assembléia _que decide hoje se cassa Álvaro Lins, do PMDB.

O "Valor" dá manchete para o "conflito" sobre a usina no rio Madeira:

_ Subiu o tom das acusações. O grupo liderado por Odebrecht e Furnas entregou relatório que contesta os supostos ganhos com a mudança de local da barragem, pretendida pelo consórcio vencedor, Enersus. E alerta o governo que "existem grandes chances de haver atraso". O Enersus, capitaneado pela multinacional Suez e pela Camargo Corrêa, reagiu com indignação. O presidente do consórcio, que assina hoje o contrato no Palácio do Planalto, levantou suspeita de "espionagem industrial".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 07h38

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Petrobras sobe

Nas manchetes on-line daqui, ontem, "Lucro da Petrobras sobe 44%" no primeiro semestre. Também por lá, via Reuters, Associated Press e demais, "Petrobras jumps 29pc" no segundo trimestre.

A Bloomberg, que já abriu o dia de ontem com longa reportagem destacando as apostas no mercado, de que a estatal brasileira poderia ter lucro 16% maior no trimestre, noticiou depois que o resultado final de 29% no trimestre se deveu à "maior produção de petróleo" e aos preços.

Ao fundo, ontem na blogosfera engajada, questionamentos à informação de que Tupi e outros campos da camada pré-sal devem ser cedidos pela Petrobras a uma nova estatal, seguindo modelo proposto pelo ministro das Minas e Energia, ligado ao PMDB de José Sarney.

Mais ao fundo, o chinês "Diário do Povo", órgão do PC, deu ontem que o "Brasil vai fortalecer sua força marítima para garantir soberania". Ecoava declaração do ministro Mangabeira Unger, de que "a presença dos EUA em águas internacionais do Cone Sul", com a retomada da IV Frota, "reitera a importância de se cuidar melhor do cinturão de defesa".

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 07h20

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mude

Al Gore e sua campanha contra a "crise do clima" lançam novo "ad" esta noite nos EUA, no meio da cobertura dos Jogos Olímpicos pela NBC. Chamado "Switch", mude ou ligue, o comercial cobra que em dez anos toda a energia elétrica do país seja "limpa", de fontes alternativas.

Escrito por Nelson de Sá às 11h46

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"The Brazilian Obama"

Em despacho para a televisão, a agência Reuters anuncia "a busca por Obama no Brasil". O democrata "inspirou um grupo de afrobrasileiros politicamente engajados que querem seu próprio Obama". Lançaram uma campanha para arrecadar fundos para a campanha democrata e, "ao longo do caminho, encontrar o Obama brasileiro".

Escrito por Nelson de Sá às 11h10

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Uma agência russa

Para contraste: o presidente Dmitri Medvedev diz à agência Interfax que a operação para levar o governo georgiano à "paz" com a Ossétia já foi concluída, "em grande parte".

Escrito por Nelson de Sá às 10h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

China e EUA, em dupla

Na manchete do estatal "China Daily", "Hora de levantar as relações com os EUA para um nível mais alto". O presidente Hu Jintao diz que o país "está pronto para trabalhar com os EUA" de "maneira sustentável, saudável e estável". Na foto aberta, dupla em salto sincronizado nos Jogos. Também na primeira página, "O papel principal de Bush: maior fã americano".

Assim no site como no papel, "China e EUA celebram corrida do ouro", abrindo foto de medalhistas dos dois. Também visitantes ilustres, como o americano Bill Gates.

No pé da capa e num registro do site, a "Geórgia se retira" e "oferece cessar-fogo".

Escrito por Nelson de Sá às 09h55

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Onde estão os EUA?"

No "NYT", em letras maiúsculas, "Russos avançam para além da região separatista e atacam cidade na Geórgia central", em "Desafio ao Ocidente". Na foto principal, mãe e criança em Gori. Também na capa, "Refrão amargo em meio à retirada georgiana: Onde estão os EUA?".

No "WSJ", "Rússia amplia ataques na Geórgia", com foto de soldados russos em tanque, mais o artigo "Avanço do Kremlin como um desafio ao poder dos EUA", assinado pelo presidente georgiano.

No "WP", sem imagem do conflito, "Geórgia se retira, pede cessar-fogo; EUA condenam ataque russo".

No britânico "FT", "Geórgia deixa Ossétia do Sul", com foto do primeiro-ministro Vladimir Putin com refugiados sul-ossetianos na Ossétia do Norte, na Rússia, e o registro "Ocidente acusa Moscou de usar força excessiva".

Por outro lado, também em destaque na capa do "FT", "China volta à forma como a fábrica do mundo". O país deve "tomar o lugar dos EUA" em 2009 como "maior produtor mundial de manufaturados".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h06

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em caso de guerra, agências ocidentais

A Folha abre com o conflito entre Geórgia e Rússia, já somando milhares de refugiados, segundo a Cruz Vermelha, e mortos.

O "Globo" dá foto de agência de bebê com soldado georgiano, também no "Estado", e diz que "Geórgia pede trégua, mas Rússia amplia ataques".

Na manchete do "Globo", a CGU diz que "programas sociais federais se tornaram alvo de quadrilhas que atuam nos municípios", com três mil casos nas 180 cidades auditadas. Na do "Estado", o TCU "vê rombo de US$ 3 bilhões em licitações da Infraero". A paralisação das obras seria "iminente", deixando "sob risco até a viabilidade da Copa de 2014".

Enquanto isso, na manchete do "Valor":

_ Brasília é a cidade mais rica do país e vive boom sem precedente. Graças aos empregos do setor público, a classe média brasiliense vai às compras sem pudor. Cerca de 10% da população, 250 mil pessoas, ganha mais de R$ 20 mil por mês. Renda que tem atraído novos shopping centers, concessionárias, lojas de luxo, restaurantes paulistas etc. A rede Iguatemi, do grupo La Fonte, está construindo shopping no Lago Norte, bairro nobre.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h15

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O que está em jogo

O jornal "Chicago Tribune", da cidade também candidata e já dada como favorita para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, berço político de Barack Obama, publicou uma longa reportagem com Lula em Pequim, na capa de seu caderno de economia, não esportes, detalhando a "estratégia do Brasil".

Alerta que o país concorrente foi rápido e já "aumentou a temperatura da corrida".

Por outro lado, o site da revista "Veja" noticiou ontem que a Record dirigida por Honorilton Gonçalves, que também viajou à China, "driblou a Globo" e comprou os direitos de transmissão dos Jogos Pan-Americanos no México, em 2011. A Record comprou antes os Jogos de Inverno de 2010, no Canadá, e os Jogos Olímpicos de 2012, na Inglaterra.

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h03

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores
Blog da coluna "Toda Mídia" (assinantes Folha e UOL), de segunda a sexta, pela manhã, escrito pelo jornalista Nelson de Sá.

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.