Toda Mídia
Toda Mídia
 

"Nós somos um país melhor do que isso"

Para quem perdeu e tem tempo no fim de semana, abaixo, os 45 minutos do discurso de Barack Obama, dado por "histórico" antes até de ser realizado. Outra versão do vídeo e a íntegra, aqui.

A coluna e o blog volta na segunda-feira.

Escrito por Nelson de Sá às 11h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Uma mulher

A especulação correu solta na cobertura americana, sobre o vice de John McCain. Começou ao amanhecer no "Today", da NBC, dizendo que um dos favoritos, o governador de Minesota, Tim Pawlenty, havia sido descartado. Depois, o site da mesma NBC descartou também o outro favorito, Mitt Romney, governador de Massachusetts.

E o nome mais especulado, desde o "Today" no vídeo linkado abaixo, passou a ser o de Sarah Palin, 44, governadora do Alaska. Um dos canais de notícias da mesma NBC, o CNBC, cravou que é ela, "segundo um estrategista republicano". O "Chicago Tribune" também, segundo "uma fonte republicana". Fox News e AP confirmaram. E por fim o "NYT" cedeu, dizendo em manchete que é Sarah Palin.

O estrategista republicano Karl Rove já comenta na Fox que a governadora é "uma populista" que aproximaria os republicanos das mulheres e dos "eleitores desiludidos de Hillary Clinton".

E os democratas já se preparam para o ataque, segundo o Politico, sublinhando que, antes de se tornar governadora há menos de dois anos, ela foi "prefeita de Wasilla", com "população de 5.400".

Escrito por Nelson de Sá às 11h12

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Rússia sem China

O "China Daily" dá na manchete, em outras palavras, a resistência chinesa em apoiar a Rússia no conflito com os EUA, sobre a Geórgia. Os líderes da Organização para a Cooperação de Xangai, que reúne China, Rússia e ex-nações soviéticas como o Cazaquistão, assinaram acordo dizendo que "resolver o problema com uso da força jamais funcionaria" e "uma solução só pode ser encontrada considerando todas as partes". Mas "elogiaram a Rússia por seu papel positivo na promoção da paz na região".

Na manchete do site, por outro lado, "Putin: EUA orquestraram conflito", para "beneficiar um dos candidatos", McCain, que tem ligações com o governo georgiano.

Escrito por Nelson de Sá às 10h15

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Contra McCain e Bush

Com Barack Obama olhando ao alto, sorridente ou cercado por bandeiras, os jornais interpretam o discurso do agora candidato.

Para o "NYT", ele definiu "objetivos" e "leva a luta até McCain", dizendo "Nós somos um país melhor do que isso". Em análise, o jornal avalia que ele trouxe suas "palavras de volta à Terra" e conseguiu "conexão" mais prática com os eleitores.

Para o "WSJ", ele definiu a campanha como uma votação "sobre a economia e Bush". Para o "FT", retratou "McCain como mais de Bush".

No "WP", ele mostrou "contraste agudo com McCain" diante dos 84 mil no estádio. Em análise, o jornal diz que foi "a mensagem que o partido queria ouvir", um "desafio forte" aos republicanos.

No destaque lateral do "NYT", a "sugestão" de Vladimir Putin de que a administração Bush teria instigado o governo da Geórgia a invadir a Ossétia do Sul para favorecer McCain.

No "WSJ", por outro lado, a administração Bush ameaça parar as negociações sobre desarmamento nuclear com a Rússia.

E o correspondente do "FT" em São Paulo, Jonathan Wheatley, volta ao ataque e prevê que o Brasil de Lula vai "pagar a conta" e "sofrer punição pela falta de ação". A BBC Brasil, que privilegia a imprensa britânica, encabeça a repercussão por aqui.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h18

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Do metrô ao cigarro

José Serra, manchete na Folha e destaque no "Estado", no alto à direita, "encaminha projeto à Assembléia" que, se aprovado, proibiria fumar "em ambientes coletivos fechados".

Sem menção nas primeiras páginas, o laudo sobre o desabamento do metrô foi manchete ontem de UOL e "Jornal Nacional". No portal, "São Paulo: Tragédia no metrô terá denúncia por homicídio".

Em chamada na capa da Folha, por outro lado, "Folha Online antecipa vitória em licitação do metrô", na linha 2-Verde, "uma das bandeiras políticas da gestão José Serra".

No "Globo", o Ministério Público do Rio denunciou o "deputado do PT" Jorge Luiz Hauat, "o primeiro petista acusado de chefiar uma milícia".

No pé da capa, o jornal cobra Nelson Jobim, sob o título "Ministro José Dirceu?", após flagrar no celular do ministro o registro de um encontro com o ex-ministro. Dirceu depois "defendeu aliança entre PT e PMDB para eleger sucessor de Lula".

Ao lado da manchete, o encontro de Marcelo Crivella e Rodrigo Maia, "filho de Cesar" e presidente do DEM, para um "pacto de não-agressão".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h29

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Escudo à brasileira

O ministro Roberto Mangabeira Unger justificou à Associated Press o plano de defesa que levou a Lula, com elevação dos recursos ao setor, dizendo que, "se o Brasil quiser se tornar potência mundial, precisa de um escudo de defesa". Visa "proteger as fronteiras da Amazônia e as novas reservas de petróleo na costa, que poderiam transformar o Brasil".

E ontem a Globo noticiou a "simulação de guerra dos pilotos de caça, com 44 aeronaves". Mas é na fronteira com Paraguai e Bolívia, não na costa:

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h17

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

John McCain faz ruído

O "NYT" de papel noticia que o candidato republicano deixou para anunciar o vice no final da convenção democrata. Deve sair formalmente amanhã, mas já faz ruído hoje contra o discurso de Barack Obama, via Drudge Report _com imagem e chamada acima do democrata, mais link para a mesma notícia, no "International Herald Tribune".

Matt Drudge também espalha que "o nome pode vazar às seis da tarde... com algum tipo de confirmação às oito..." duas horas antes de Obama começar a discursar, em todas as redes. Já abriu até enquete.

O site Politico acrescenta que a campanha republicana vai transmitir comercial hoje à noite, com o próprio republicano questionando o discurso de Obama, diretamente. O vice e o comercial seriam para desestabilizar a cobertura e a repercussão eleitoral da convenção democrata.

Por outro lado, o Politico posta reportagem sobre a movimentação de Karl Rove, operador de George W. Bush e comentarista da Fox News. Ele ligou para Joseph Liberman, senador democrata tornado "independente" que apóia o colega republicano, e sugeriu que pedisse ao candidato a retirada de seu nome da lista de vices.

Na operação republicana, o colunista conservador Robert Novak, com câncer terminal, até voltou a escrever, para "evitar o desastre Lieberman", dado por liberal demais:

Escrito por Nelson de Sá às 11h59

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Do pagode ao axé

Em meio à expectativa por Barack Obama e à tensão com a Rússia, a home page do "NYT" destaca neste momento um vídeo (clique abaixo) para quem quer "descobrir os ritmos do Brasil na cidade de Nova York", às vésperas de mais um Brazilian Day, show anual que "enche a rua 46", com transmissão da Globo.

O jornal conta onde encontrar "os sons de samba e pagode e axé e bossa nova e forró e MPB e outros tipos de música brasileira de que você nem ouviu falar". Em destaque, o bar Miss Favela, no Brooklyn.

Escrito por Nelson de Sá às 11h11

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

China & Rússia

O "China Daily" de papel abre com mau uso de recursos públicos no país.

Na manchete lateral, o presidente "Hu apóia o direito da Rússia de sediar os Jogos de Inverno". Foi o que falou ao presidente Dmitri Medvedv, "em face da pressão internacional sobre eventos recentes na Geórgia". Hu "disse também que a China está pronta para ceder apoio em organização e segurança para os Jogos". Enquanto isso, a chancelaria chinesa dizia: "Nós entendemos a história e a realidade complicadas das questões da Ossétia do Sul e de Abkhazia", na Geórgia.

Com foto de Hu apertando a mão de Medvedev, o site dá manchete agora para a cúpula no Tadjiquistão.

Escrito por Nelson de Sá às 10h10

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pensando no amanhã

"NYT" e "WSJ" abrem fotos de delegadas na convenção, destacando-se uma branca no jornal liberal e duas negras no conservador.

Na manchete do "NYT", "Anunciando novo caminho, democratas indicam Obama". No "WP", "Democratas indicam Obama" e, logo abaixo, "o primeiro afro-americano a encabeçar uma chapa dos grandes partidos". No "WSJ", "Democratas indicam Obama, após delegados de Clinton caírem". No britânico "FT", o registro "Clinton aclama Obama".

O "NYT" cita sob a manchete que "Bill Clinton oferece grande impulso", mas só o "WP" abre foto e título para "Clinton, pensando no amanhã", Thinking About Tomorrow, seu velho jingle. Para o jornal, o discurso "ajustou os argumentos em favor de Obama e contra os republicanos como nenhum outro". Citou Obama 15 vezes.

Por outro lado, em perfil, o "NYT" até elogia o "self-made man", mas diz que Obama "tem muito pouco de espontâneo", o que seria "um de seus maiores obstáculos". Ele discursa hoje.

O "NYT" noticia que, "para aliviar sua carga" no Iraque e no Afeganistão, os EUA estão enviando militantes presos para os "serviços secretos de Arábia Saudita, Egito e outros".

Logo abaixo, detalha a "mudança agressiva na política externa russa nas últimas semanas".

O "FT" abre com o aviso do Ocidente à Rússia para não avançar na Ucrânia. Mas ressalta logo abaixo que a alemã Siemens está em negociações com um fundo soberano russo.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h15

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os direitos dos índios

Na Folha, o relator Carlos Ayres Britto "votou pela retirada de não-índios da reserva, pela demarcação de forma contínua" e, por três horas, "se pautou pela defesa dos direitos dos índios, disse que não podem pagar pela omissão do Estado na segurança, exaltou seu respeito pelo ambiente e citou de Tiradentes a Garrincha".

Marcelo Leite diz que foi Dia do Índio no Supremo e que até pode acabar em Dia do Arrozeiro, "mas tal desfecho agora parece menos provável".

"Estado" e "Globo" noticiam o votoo adiamento, destacando mais a foto da advogada indígena que fez sustentação oral.

Sobre o Orçamento da União para 2009, o "Valor" ressalta que "indica que a carga tributária continuará crescendo". "Globo" e "Estado", que "prevê aumento de gastos maior que o crescimento da arrecadação".

A Folha sublinha que "propõe salário mínimo de R$ 464,72".

 

  

Escrito por Nelson de Sá às 08h29

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fica para depois

Carlos Ayres Britto votou pela demarcação da reserva, nas manchetes de sites e telejornais, mas Carlos Alberto Direito, sempre ele, pediu vista. Talvez devolva o processo "neste semestre", talvez não.

Frustrou assim uma crescente e ansiosa cobertura externa, das agências à BBC e à Al Jazeera, a emissora árabe. Esta última foi até Surumu, na entrada da reserva Raposa Serra do Sol, ouvir índios e o prefeito fazendeiro, que ameaçou reagir se "o governo vier tirar minha terra":

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h16

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Unidade

Em sua cobertura da convenção democrata, o "Daily Show" apela a uma terapeuta de crianças para "curar as feridas" dos eleitores de Hillary:

   

Mais Jon Stewart em Denver, aqui. E Stephen Colbert também, produzido pelo mesmo Stewart como paródia da republicana Fox News:

   

Escrito por Nelson de Sá às 11h22

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

De Henrique Meirelles a Paulo Nogueira Batista Jr.

Valdo Cruz e Fernando Rodrigues, hoje na Folha:

_ Henrique Meirelles ficou isolado ontem no conselho econômico informal de Lula, quando alguns dos presentes fizeram o diagnóstico de que não há excesso de demanda nem pressão salarial, fatores utilizados pelo Banco Central para justificar a alta dos juros... Para engrossar o grupo com posição mais crítica ao BC, ontem o conselho contou com a participação do representante do Brasil no FMI, Paulo Nogueira Batista Jr.

Agora pela manhã, na manchete do UOL para o IGP-M, "Preços caíram em agosto", na primeira deflação desde 2006.

Também a Bloomberg, no topo das buscas de Brasil por Yahoo e Google News, já destaca o índice da FGV que "caiu pela primeira vez em dois anos", acompanhando a queda nas commodities. Mas avalia, ouvindo agentes de bancos, que "não será o bastante para levar" Henrique Meirelles a conter a alta dos juros.

Escrito por Nelson de Sá às 10h30

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O mote pacífico

O "China Daily" dá manchete para os distúrbios na Tailândia e destaca, do presidente Hu Jintao, que "o nosso mote é o desenvolvimento pacífico".

Na manchete do site, com foto dos dirigentes russos Dmitri Medvedev e Vladimir Putin, a chegada de um navio americano à Geórgia "aumentou a tensão", levando a Rússia a enviar três navios a outro porto georgiano, em "escalada". Hu está no Tadjiquistão para conversas com Medvedev.
 

 

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 10h04

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Por Obama?

Os quatro jornais abrem fotos para Hillary na convenção democrata, mas com visões diversas.

O "NYT" dá a manchete "Clinton mobiliza suas tropas para lutar por Obama" e diz que ela foi "enfática" ao pedir unidade. No "WP", entre aspas, "Barack Obama é o meu candidato". Mas, logo abaixo, "Muitos partidários de Clinton dizem que discurso não curou divisões".

O "WSJ" vai além e não traz na capa que ela apoiou Obama, mas apenas que a unidade depende dela _e que John McCain se esforça para seduzir seus eleitores. E o "FT" destaca entrevista com o governador da Pensilvânia, pautado pelo casal Clinton, que questiona a falta de mensagem de Obama aos operários de Estados como o seu.

Os jornais também ressaltam a decisão da Rússia de anexar províncias da Geórgia, "elevando a tensão com o Ocidente", na avaliação dos quatro. O "FT" dá artigo do presidente Dmitri Medvedev, dizendo "Por que eu tinha que reconhecer as regiões" e culpando o presidente da Geórgia.

O "WP" foi o único a abrir no alto que, segundo a ONU, os ataques aéreos americanos da última quinta, em resposta ao ataque do Taleban a uma base americana, mataram 90 civis. Entre eles, 60 crianças.

O "NYT", sobre o Afeganistão, optou por ressaltar o domínio de Kandahar pelo Taleban, desde a fuga de 900 presos em junho.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h23

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O conflito

No alto da Folha, em Brasília, índios da reserva Raposa Serra do Sol protestam contra a eventual mudança na demarcação, hoje pelo Supremo. Em Roraima, índios ameaçam ocupar as fazendas na reserva.

Em registro na primeira página do "Estado", "Executivo da Alstom é preso na Suíça" por suspeita de "corrupção e lavagem de dinheiro". Foi notícia também nas agências, no final da semana passada.

E ontem, destaca a Folha, o Tribunal de Contas do Estado apontou "irregularidade em contrato Metrô-Alstom". A multinacional "está sob investigação em três esferas (Ministério Público estadual e federal e Polícia Federal) sob suspeita de ter pago propina a tucanos para obter contratos com o governo de São Paulo a partir de 1997".

No "Globo", na campanha do Rio, o governador acusa o prefeito de transferir doentes dos postos municipais para os estaduais. E o governador também promete, em destaque no jornal, ar condicionado em "todas as escolas do Rio".

Ontem no site Comunique-se, Eduardo Paes, que concorre a prefeito com apoio do governador, declarou que "a imprensa tem feito um ótimo papel, uma cobertura justa, adequada". Já Marcelo Crivella vê "uma perseguição um tanto implacável" por parte de "um pequeno setor".

O "Valor" destaca que, um ano após comprar frigorífico nos EUA, o grupo brasileiro JBS "colhe resultados da estratégia agressiva". Após mandar "quatro dezenas de executivos americanos para casa", trocados por "uma dúzia de brasileiros", reduziu custos, elevou produção e obteve fatia maior do mercado _e, com o dólar barato, elevou exportações.

 

  

Escrito por Nelson de Sá às 08h32

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Índios ou fazendeiros?

UOL, Globo.com, Radiobras e outros já davam ontem ampla cobertura desde a reserva Raposa/Serra do Sul em Roraima. No UOL, o prefeito e líder dos "arrozeiros" ou fazendeiros, que busca reeleição pelo DEM, chamou Ibama, Incra e Funai de "tridente do diabo". Já um líder dos índios mostrou "sinais de conflito" na área.

No G1, o "chefe dos macuxi" prometeu "resistir até o último índio". Na Agência Brasil, ameaças de mais "conflito após julgamento". Na manchete do "Jornal da Band", depois, "Na véspera, governo teme confronto entre os índios e os fazendeiros".

Também no exterior, principalmente da cobertura britânica, mas até com pressão da ONU sobre o Supremo, "Guardian" (à esq.), "Financial Times" e outros já traziam ontem longas reportagens com avisos como "abrir a reserva devastaria os povos nativos" e traria "grandes conseqüências para os índios" de todo o país.

 

 

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Matt Drudge avisa agora na manchete, com foto de Hillary Clinton, "Apertem os cintos, vai ser uma noite acidentada!", com link para a AP.

Arianna Huffington, com a AP, destaca que é "Hora de Hillary" (acima). Linka também para o "WP", que aponta sua "raiva" por não ser vice.

A importante coluna The Note, da ABC, diz que "o racha continua". E linka para o marqueteiro clintoniano James Carville criticando, na CNN, os discursos de Ted Kennedy e Michelle Obama _ela que até elogiou Hillary.

A apresentação de hoje à noite deve seguir o modelo de Kennedy, com introdução pela filha, Chelsea, e um vídeo em tributo a Hillary.

Escrito por Nelson de Sá às 11h34

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Obama & Kennedy

Os quatro jornais abrem fotos da família de Barack Obama. "NYT" e "WP" também mostram Ted Kennedy.

Nos enunciados, o "NYT" fala da evocação do "sonho americano" nos discursos. O "WP" prioriza a "família" e diz que Kennedy "eletrizou a platéia". Já o "WSJ" contrapõe a "economia trêmula" como um suposto "desafio à agenda ambiciosa de Obama".

Em destaque também, o "NYT" relata que os republicanos montaram uma sala de operações a poucas quadras para "estragar a festa democrata".

Tanto "NYT" como "FT" ressaltam reportagens contra o líder da oposição no Paquistão, ex-marido de Benazir Bhutto. O primeiro revela o questionamento no Departamento de Estado aos contatos que o próprio embaixador dos EUA na ONU vem mantendo com Azif Ali Zardari.

O segundo vai além e questiona Zardari, candidato favorito a presidente, por "problemas psiquiátricos graves", inclusive demência e depressão. Dá como fontes um psiquiatra e um psicólogo, americanos ambos.

Os mesmos "FT" e "NYT" destacam o "abraço apertado de Moscou" à Ossétia do Sul, confirmado hoje pelo presidente Dmitri Medvedev.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A China se move

No "China Daily", o enunciado ainda ecoa os Jogos, mas a foto maior vai para o encontro do presidente Hu Jintao com o presidente da Coréia do Sul, Lee Myung-bak, eles que supostamente "concordaram em aprofundar a aliança estratégica". É a manchete do site, neste momento, mas sem qualquer menção à resistência sul-coreana em participar da cúpula trilateral proposta por China e Japão.

Ato contínuo, agora pela manhã nas páginas iniciais do "China Daily" e do "NYT", a Coréia do Norte suspendeu o desarmamento nuclear.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h28

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pré-Abolição

Em foto na capa da Folha, a polícia paulista "fere seis cortadores de cana" em operação para "garantir a saída de ônibus com trabalhadores que não aderiram à greve".

Em reportagem de Mário Magalhães no domingo, "Estado que detém 60% da produção de cana, São Paulo não divide a riqueza do boom do etanol com seus 135 mil cortadores" e o "cultivo remete à era pré-Abolição".

Na Folha de hoje e na manchete do "Jornal Nacional" de ontem, a renúncia do reitor da Universidade Federal de São Paulo "depois da divulgação do relatório do TCU sobre irregularidades nos gastos de viagem", em cobertura de Laura Capriglione.

Em mais uma manchete sobre favelas, o "Globo" ataca a cobrança de "luvas" por funcionários municipais, para liberar a invasão de áreas. Mas "o governador Sérgio Cabral defendeu a criação de zonas francas, para combater a informalidade nas favelas".

O "Valor" abre dizendo que "as commodities, o crescimento chinês e a demanda das famílias brasileiras ajudaram a China a passar a Argentina e ocupar o segundo lugar entre os parceiros comerciais do Brasil". Em julho, foram US$ 32 bi, "só perdendo para os US$ 49 bi das trocas com os EUA".

Por outro lado, no "Estado " e na Folha, "apesar dos juros mais altos em vinte meses", o crédito já é "o maior desde o Plano Real".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h43

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A morte dos telejornais

Jon Stewart, âncora do "Daily Show", tomou café-da-manhã em Denver com o colunista de mídia do "WP", Howard Kurtz, e outros. Deu por "obsoletos" os telejornais _que ele parodia_ das grandes redes ABC, CBS e NBC. E fez a previsão de que "eles vão morrer".

Também voltou a atacar os canais de notícias, como CNN e MSNBC, que querem dar "a falsa impressão de dirigir as narrativas" _e a CNN não gostou. Quanto à Fox News, não passa de "um apêndice republicano".

Escrito por Nelson de Sá às 08h26

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os três clãs

O "Washington Post" deu até na manchete on-line, pouco antes da convenção, "Hillary Clinton conclama à unidade" ao falar à delegação de Nova York. O democrata Huffington Post se animou todo e postou a manchete "Fechando o acordo".

Mas os blogs de "New York Times" e de outros já destacavam Ted Kennedy, que "voou secretamente" a Denver. Ele foi apresentado pela sobrinha Caroline e tomou o palco da convenção, em discurso de tirar o fôlego, por redes e canais de notícias e agora em toda parte:

Já então o Drudge Report alardeava que a presença dos Kennedy foi um "esforço para tirar o foco dos Clinton".

E o topo do site do "NYT" trazia a reportagem "Três clãs democratas se reúnem com estranhamento". Ou melhor, "enquanto os Kennedy celebram seu legado e cedem o palco, os Clinton enfrentam sua saída do foco de luz" para "papéis coadjuvantes". E o novo clã, dos Obama, passa a comandar a cena democrata. A começar de Michelle:

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h09

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Get stupid"

Madonna abriu turnê mundial em Cardiff, com relatos por todo lado.
 
Em especial pelo "interlúdio em vídeo", no meio do show, com dois blocos de imagens sob o título "Get Stupid (About saving the planet)". De um lado, John McCain com Adolf Hitler, Robert Mugabe, terroristas, crianças famintas. De outro, Barack Obama com Al Gore, Mahatma Gandhi, Nelson Mandela, Oprah Winfrey, John Lennon, John Kennedy etc. E ela cantando, "time is now/ let's go", agora é a hora, vamos lá, até encerrar com uma imagem de Obama.
 
Já está on-line, gravado por celular, com outras versões aqui e aqui:
 

Mas é a convenção que concentra as atenções. O YouTube já está com canal para cobertura e pedindo vídeos de gente dizendo "por que você é um democrata".

Escrito por Nelson de Sá às 12h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pelas memórias (e pelas medalhas)

O "China Daily" se despede dos Jogos com a manchete "Obrigado pelas memórias". E abre o texto com citação do poeta chileno e comunista Pablo Neruda, "posso escrever os versos mais tristes esta noite", dizendo que "descreve o sentimento em todos os corações na China".

Logo abaixo, "Queniano vence maratona, enquanto China lidera em ouro". E o quadro de medalhas com a China acima dos EUA.

No site, por outro lado, destaque para o presidente em visita à Coréia do Sul para "cimentar relações", enquanto a Bloomberg noticia que a China se tornou o maior parceiro do Japão. Está em negociação a primeira cúpula dos três.

Escrito por Nelson de Sá às 10h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mr. Meirelles

Como antes no "FT", Henrique Meirelles faz campanha por juros mais altos no mundo, na edição de fim de semana do "WSJ". Ele é perfilado como "um dos mais duros combatentes da inflação", que "age mais agressivamente do que muitos bancos centrais no mundo", que está "à frente da mudança, muito à frente, ao redor do mundo", enquanto outros tentam equilibrar crescimento com combate à inflação.

"Mr. Meirelles (pronounced may-RELL-es)", observa o "WSJ", pode acabar "estrangulando o crescimento".

Escrito por Nelson de Sá às 10h29

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

É hora do show

O "NYT" abre foto para a montagem da convenção democrata no Colorado, enquanto "FT" e "WSJ" mostram o vice católico com a neta, em missa de domingo. Nos enunciados de "WP" e "NYT", o temor pela "unidade do partido", comandada pelo casal Clinton, e a ansiedade para apresentar um "Obama forte". No "WSJ", o foco democrata em Estados indecisos, como o próprio Colorado.

Os jornais chamam para suas coberturas on-line, com vídeos etc.

Na manchete, o "NYT" relata como foi a operação da CIA que, usando engenheiros suíços como agentes duplos, ao custo de US$ 10 milhões "pagos em maletas cheias de dinheiro", ajudou a desmantelar o programa atômico da Líbia e o "mercado negro nuclear" do cientista paquistanês Adbul Khan, além de revelar dados sobre o programa do Irã.

No balanço de Pequim, o "WP" proclama "uma vitória para a China" e diz que os "Jogos espetacularmente bem-sucedidos podem dar mais poder aos líderes comunistas". O "NYT" avalia que "uma nova era pós-olímpica começa" no país _e a questão é se vai se aproximar mais do Ocidente ou se, "com o sucesso dos Jogos e o silêncio ocidental diante da repressão", seus líderes vão persistir no modelo. E o "FT" diz que, no último dia, os EUA questionaram afinal a repressão aos protestos.

Já o "WSJ", com foto da vitória americana no basquete, diz que, "Após chegar ao topo, a China encara desafios econômicos".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h29

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A reversão do modelo

Na manchete da Folha, "por ordem de Lula, o Tesouro tem procurado flexibilizar e viabilizar a realização de investimentos pelos governadores" e, "após dez anos praticamente impedidos de aumentar suas dívidas, os Estados retomaram endividamento".

No "Valor", "em movimento oposto à tendência de terceirização da década de 90, empresas integraram à folha profissionais que forneciam serviços contratados". Segundo o jornal, "a reversão do modelo responde à maior fiscalização, à busca de ganhos de eficiência e ao crescimento".

Por outro lado, no "Estado", "o Brasil teve a maior alta de investimentos estrangeiros entre os emergentes, à frente de China, Índia e Rússia".

No "Globo", mais uma manchete contra as favelas, onde "proprietários lucram com imóveis sem licença e em áreas invadidas".

No balanço dos Jogos, "o Brasil vai pior do que em Atenas", diz a Folha, "apesar da delegação recorde". No Globo, "apenas três ouros e COB já pensa em contratar mais psicólogos".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h26

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Globo vs. Record

Do locutor Galvão Bueno, ontem nas despedidas da Globo, encerrando a transmissão dos Jogos de Pequim:

_ Nos orgulhamos dos patrocinadores, das agências de propaganda. Porque uma coisa é importante: é a nossa única fonte de receita, para que a gente possa investir no conteúdo que leva gratuitamente à sua casa. É mais uma grande cobertura que chega ao final. Mas já estamos preparando a próxima. E a próxima grande festa vai ser do esporte mais importante. Todo mundo vai olhar para a África. É claro que a Globo vai estar lá.

E nada dos próximos Jogos, de Londres, com direitos de transmissão comprados pela Record, que já ancorou de lá o "Domingo Espetacular".

 

Também abrindo o "Esporte Espetacular", com enviado à África do Sul e as imagens acima, ontem ao meio-dia na Globo: "Tchau Pequim... Começa uma nova contagem regressiva. Bem-vindo à África".

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores
Blog da coluna "Toda Mídia" (assinantes Folha e UOL), de segunda a sexta, pela manhã, escrito pelo jornalista Nelson de Sá.

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.