Toda Mídia
Toda Mídia
 

Mudança, mudança

O "NYT" publica hoje, com versão simplificada na capa, um gráfico mostrando as palavras mais usadas por democratas e republicanos, nos discursos em suas convenções.
 
Dos democratas, pela ordem: "mudança", "McCain", "energia" e "Bush". E dos republicanos: "Deus", "impostos", "mudança" e negócios".
 

Escrito por Nelson de Sá às 11h50

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pessimismo lá

Na manchete do site do "China Daily", neste momento, "a desaceleração é provável, mas não se registra pânico em lugar nenhum". As empresas chinesas estariam enfrentando "um momento mais duro" por causa da "desaceleração global, restrição interna ao crédito e valorização do yuan", a moeda do país.

A manchete do jornal de papel responsabiliza o "projeto insatisfatório" e também os "materiais de construção abaixo dos padrões" pelos "infortúnios das escolas" que desabaram no terremoto.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 11h17

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bush, que Bush?

No "NYT", "McCain soa seu tema como uma luta por mudança", usando o bordão de Barack Obama, "change". Logo abaixo, em análise, "O partido no poder, concorrendo como se não estivesse". No "WP", "A mudança está chegando, diz McCain", que falou em "pôr os interesses do país acima da lealdade partidária".

No "WSJ", ele "promete acabar com o rancor" partidário, "apostando no apelo de independente", maverick.

O "FT" juntou a convenção republicana com os temores pela economia. Assessor de McCain falou em ajuda ao mercado de habitação.

A Fox News postou à noite o "furo" do novo livro de Bob Woodward, do "WP". Em "War Within", no destaque do canal, o jornalista "reconhece o êxito do movimento [surge] de tropas enviadas ao Iraque por Bush".

Não segundo o "WP", hoje na capa, "o livro diz que o 'surge' não foi o fator principal na queda da violência no Iraque" e sim novas técnicas de "localização e assassinato de líderes combatentes". O jornal destaca, de "War Within", que os EUA espionaram extensivamente o primeiro-ministro Nouri al-Maliki. "Sabemos tudo o que ele diz", declara uma fonte.

"NYT", "FT" e "WSJ" ressaltam que o próximo presidente do Paquistão deve ser mesmo o viúvo de Benazir Bhutto, Asif Ali Zardari, de "passado nebuloso", "ascensão curiosa", "escândalos de corrupção" etc.

  

 

Para as imagens originais, "NYT" ("enlarge this image") e "WP". Com acesso restrito, "WSJ" e "FT". "NYT" e "WP" também no PressDisplay (lista por país, à esq.). E "NYT", "WSJ" e "WP" no Newseum (por Estado americano, à esq.).

Escrito por Nelson de Sá às 10h15

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Brasil & Argentina

Daniel Castro informa que a Record está fora das semifinais regionais do Emmy Internacional, que, pela primeira vez, premiará novelas. "Do Brasil, só 'Paraíso Tropical'. As da Record perderam a outra vaga da América Latina para a argentina 'Lalola'", da América TV.

A Globo patrocina o prêmio e "hospedará o 'Emmy Day', que reúne membros da academia em seminários" a partir desta segunda, no Rio. "Com a presença de Lula."

Por outro lado, segundo o site Tela Viva, Cristina Kirchner lidera uma comitiva argentina, também a partir de segunda, em Brasília, para "estreitar o diálogo sobre a adoção do padrão de TV digital".

É "parte da estratégia de transformar o sistema nipo-brasileiro num padrão na América Latina". O Chile, que havia escolhido o americano, voltou atrás e negocia. A Colômbia, "que possui boas relações com a Telefónica", escolheu o europeu, mas seguem as negociações.

Escrito por Nelson de Sá às 09h17

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pessimismo

Folha e Valor abrem com gráficos negativos e o "pessimismo" sobre Europa e EUA que derrubou as bolsas no mundo. No Brasil, a Bovespa caiu 3,96%, para o menor patamar desde agosto de 2007, e o dólar subiu 2,68%, para o maior valor desde 2 de abril.

"Globo", "Estado" e "Valor", este na manchete lateral, destacam que o governo federal vai "privatizar" ou "fazer concessões" de seus aeroportos. Começa por Galeão e Viracopos, "como laboratório", segundo o "Estado", e vai incluir depois, segundo o "Valor", "o maior aeroporto do país, de Cumbica".

Seria "ordem de Lula", para preparar a infra-estrutura para a Copa.

Nas colunas, Ancelmo Góis abre dizendo que, para 2010, "Antonio Palocci é o candidato de Lula ao governo de São Paulo", ponto.

E Guilherme Barros destaca que o "megasseminário" dos 200 anos da Fazenda, organizado por Guido Mantega, vai reunir Delfim Netto, Zélia Cardoso de Mello, FHC, Ciro Gomes, Pedro Malan e Antonio Palocci. "Um dado interessante é que o último a falar será Palocci, cujo nome volta e meia surge como opção do presidente Lula para o primeiro escalão".

 

 

Para as imagens originais, Folha ("fac-símile da capa"), "Valor" e "Estado". Com acesso restrito, "Globo". Folha, "Valor", "Globo" e "Estado" também no PressDisplay (lista por país, à esq.). E Folha, "Globo" e "Estado" no Newseum (por país, à esq.).

Escrito por Nelson de Sá às 08h20

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Smoke in your eyes"

No topo das buscas de Brasil no Yahoo News, ontem à tarde, Lula "não se importa de jogar fumaça nos seus olhos". Ecoava a manchete do "Agora", sobre a defesa pelo presidente, fumando cigarrilha, do "fumo em qualquer lugar".

 

Da entrevista presidencial para os oito jornais populares, o "Meia Hora" destacou "Lula: Eu topo ser colunista do Meia".

O "Super Notícia", na mesma linha, "Lula também é Super".

E o "Notícia Já", "Até o homem lê o Já'".

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h03

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"A star is born"

No monitoramento dos canais de notícias ontem, pelo site Politico, as reações empolgadas ao discurso de Sarah Palin.

Para o âncora Wolf Blitzer, da CNN, "nasce uma estrela, aqui nos EUA".

Para o âncora Chris Wallace, da Fox News, "nasceu uma estrela esta noite". Para o comentarista Fred Barnes, também na Fox News, "é um talento, ela é uma natural".

Para o âncora Keith Olbermann, da MSNBC, ela "claramente sabe fazer um grande discurso". E para Chuck Todd, diretor da NBC, "os republicanos encontraram seu Obama".

Abaixo, a primeira parte do discurso, já no YouTube. A segunda, aqui.

Escrito por Nelson de Sá às 11h38

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Guerras comerciais

O site do "China Daily" dá manchete, neste momento, para a confirmação de que os EUA postaram no site da Organização Mundial do Comércio seu questionamento aos "subsídios aos porcos" pela China. Diz o jornal que indica "nova tensão entre os gigantes comerciais". E o "FT" de hoje, na capa, diz que os EUA devem entrar com processo na OMC contra o "dumping" chinês no mercado de aço.

edição impressa abre foto para a repressão aos manifestantes na convenção republicana nos EUA.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 10h47

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sarah Palin, ao ataque

O "NYT" abre foto e manchete simpáticas a Sarah Palin, anunciando que ela "eletriza a convenção" e se declara tão qualificada quanto Barack Obama para ser presidente dos EUA.

"WSJ", "WP" e "FT" abrem fotos de sua família, com o candidato a genro. O primeiro destaca que ela saiu "batendo em seus críticos da mídia elitista e do establishment político" e agora o foco passa a ser seu currículo, mais "flexível" do que "a esquerda" faz parecer. Os outros dois dizem que ela partiu para o ataque a Obama e "a seus críticos, um por um".

O "NYT" também traz na capa um perfil de John McCain _que discursa hoje_ apontando seu "conflito interior" entre o esforço para vencer e o desejo de "servir a uma causa maior".

E o "WP" observa que, "Em uma América mais diversificada, uma convenção majoritariamente branca".

Com atraso em relação ao "China Daily", "NYT" e "WP" destacam que "forças especiais americanas" cruzaram a fronteira do Afeganistão para o Paquistão, abrindo ofensiva contra Taleban e Al Qaeda. O primeiro evita, mas o segundo sublinha que seriam 20 mortos, mas não menciona civis.

O "FT" dá manchete central para o acordo que a britânica BP assina com seus sócios russos, encerrando confronto de meses que levou a cobertura ocidental a falar em perseguição. A divisão acionária da anglo-russa TNK-BP sem mantém em 50%/50%, mas sai o presidente britânico.

 

 

Para as imagens originais, "NYT" ("enlarge this image") e "WP". Com acesso restrito, "WSJ" e "FT". "NYT" e "WP" também no PressDisplay (lista por país, à esq.). E "NYT", "WSJ" e "WP" no Newseum (por Estado americano, à esq.).

Escrito por Nelson de Sá às 09h52

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Contra a Record: o SBT

Joaquim Ferreira dos Santos e Patrícia Kogut noticiam, no "Globo", que o SBT comprou as novelas de Janete Clair para rádio e para a Tupi, dos anos 50 e 60, e convidou sua filha Renata Dias Gomes para a adaptação. Ela é contratada da Record e "outros roteiristas estão sendo sondados".

Flávio Ricco posta que, segundo o SBT, o "Domingo Legal" fechou agosto com a maior média do ano, 16,54 pontos contra 11,54 da Record.

Por outro lado, segundo Fabíola Reipert, Jô Soares recebeu em seu apartamento de Higienópolis o bispo Honorilton Gonçalves, braço direito de Edir Macedo. "A Globo não quis informar até quando vai seu contrato com ele." E a Record nega o encontro e o interesse.

Guilherme Barros informa que o Chrome, o navegador do Google, já é o terceiro mais usado no Brasil, com 1,12%, deixando para trás o Safari, da Apple. O Explorer, da Microsoft, lidera com 87.88%, segundo pelo Firefox, da Mozilla, com 9.98%, segundo levantamento da Predicta.

E a Microsoft já contra-ataca, por aqui. Na capa do "Valor", com foto, oferece a licença do sistema Windows aos secretários de educação por US$ 7, visando os estudantes das escolas estaduais.

Escrito por Nelson de Sá às 09h33

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Investigação da investigação

Na manchete da Folha, "a CPI aprovou quebra de sigilo da Operação Satiagraha, em que foi preso o banqueiro Daniel Dantas, e da Chacal, que investigou suposta espionagem realizada pela Kroll".

No "Globo", a cerimônia de ontem no STJ, com novos discursos contra as escutas telefônicas. No "Estado", mais da Abin, dizendo que o "Exército também tem equipamentos capazes de fazer escuta telefônica".

Folha, "Globo" e "Estado" abrem fotos para o bimotor que derrapou e parou no muro, em São Paulo. O jornal carioca dá o enunciado "E o PT-PAC não decolou", ligando o partido e o plano de Lula ao prefixo do avião.

Também no "Globo", na chamada de sua entrevista com Marta Suplicy, destaque para a resposta de que, "se Geraldo Alckmin vencer, José Serra não será candidato em 2010". O governador paulista já havia sido a prioridade do jornal carioca nas sabatinas com Alckmin e Gilberto Kassab.

A Folha abre foto para os três jovens inocentes libertados ontem, depois de dois anos presos em São Paulo. Eles "dizem ter sido torturados".

Na manchete do "Valor", "pela primeira vez desde o início do governo Lula, um movimento grevista dos metalúrgicos ameaça a produção da indústria automobilística". Em lugar da greve geral da categoria, "usada pela última vez em 2001", é a "greve-pipoca".

 

  

Para as imagens originais, Folha ("fac-símile da capa"), "Valor" e "Estado". Com acesso restrito, "Globo". Folha, "Valor", "Globo" e "Estado" também no PressDisplay (lista por país, à esq.). E Folha, "Globo" e "Estado" no Newseum (por país, à esq.).

Escrito por Nelson de Sá às 08h27

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os inocentes

Na escalada do "Jornal da Record" (clique na imagem acima), "Três homens que cumpriam pena por crime que não cometeram deixam a cadeia; o verdadeiro culpado confessou o assassinato". A notícia também abriu o "Jornal Nacional" (abaixo). As cabeças de reportagem sublinhavam "Os inocentes" e as legendas descreviam "Inocente", simplesmente.

Mas nos sites e portais de ontem, quase nada sobre a libertação, depois de dois anos, dos inocentes torturados em São Paulo.

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h13

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cidadão Murdoch

A "Vanity Fair" relata que Barack Obama encontrou Rupert Murdoch e o presidente de sua Fox News, Roger Ailes, para uma "trégua" orquestrada pelo magnata de mídia (acima, na foto de Annie Leibovitz). Foi no Waldorf-Astoria, três meses atrás, com o democrata convencido a comparecer pela família Kennedy, após muita resistência.

O "Washington Post" acrescenta hoje que Obama deve dar entrevista a Bill O'Reilly, da republicana Fox News, na mesma noite de quinta-feira em que John McCain discursa na convenção republicana.

Sobre o artigo na "Vanity Fair", que adianta um livro sobre o dono da Fox e do "Wall Street Journal", outro destaque é que ele já "considera a fantasia" de comprar também o liberal "New York Times".

Escrito por Nelson de Sá às 11h49

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

EUA atacam

Na manchete do site do "China Daily", neste momento, "Supostos soldados dos EUA matam 20 no Paquistão", inclusive "mulheres e crianças". Foram "comandos estrangeiros que saíram do Afeganistão apoiados por três helicópteros". Na manchete de papel, a declaração de estado de emergência na Tailândia.

No destaque do jornal para o festival de Veneza, o filme que concorre em Cannes com a história de uma gangue chinesa no bairro da Liberdade, em São Paulo.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 10h58

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bush escondido, Sarah Palin treinada

O presidente impopular discursou e só é manchete no "NYT", "Bush diz que McCain é a escolha para liderar em tempo de perigo". O jornal sublinha que a "encenação da convenção" visou distanciar os dois. De Bush: "Ele não tem medo de dizer quando discorda, acreditem, eu sei".

O "WP" evita Bush no enunciado e ressalta, como queria a convenção, que McCain é "saudado como senhor de si mesmo". Abre foto do candidato em uniforme, com o pai.

O "WSJ" desaparece inteiramente com Bush e abre foto da vice com o marido, sublinhando que o "Partido Republicano aperta o controle de imagem e Sarah Palin se prepara para a estréia". O "FT" ressalta o apoio de McCain à escolhida, mas "as perguntas continuam".

Sobre a vice, o "NYT" concentra o foco em seu discurso conservador, contra o direito ao aborto e pelo uso de armas, e diz que ela animou os republicanos religiosos. Já o "WP" noticia seu "treinamento" para seu discurso de hoje, como o "WSJ", e destaca que a campanha admite não ter investigado Palin até a véspera do anúncio.

Na manchete lateral do "WSJ", "Maré muda, financeiras se recuperam, preços das commodities afundam". No alto da capa do "FT", a perspectiva do petróleo a US$ 100 e a negociação do banco Lehman com o Banco de Desenvolvimento da Coréia.

Por outro lado, em destaque nos dois jornais, a crise bate em Hollywood, que também apela ao exterior e fecha com o fundo soberano de Abu Dhabi.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 10h35

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Político, não

Lauro Jardim noticia que o horário eleitoral provocou uma "derrubada geral na audiência das emissoras abertas", na Grande São Paulo. À noite, a queda foi de oito pontos (menos 12%), enquanto a audiência dos canais de TV paga crescia 6%.

Segundo Mônica Bergamo, a Globo "pretende centralizar a produção da linha de shows no Rio" e já informou Fausto Silva, que discute renovação de contrato.

Daniel Castro informa que "setores da Record defendem uma reforma urgente na programação vespertina, de pior desempenho no Ibope", com programas como o "Balanço Geral".

Escrito por Nelson de Sá às 09h20

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Jobim e a maleta

A Folha noticia que, "proibida de fazer escutas, a Abin adquiriu maleta de grampo ilegalmente", segundo Nelson Jobim. A informação "foi decisiva para o afastamento de Paulo Lacerda". Ilimar Franco confirma no "Globo" que o ministro "teve participação decisiva na decisão de Lula, contando com a inteligência dos comandos militares".

Já o "Estado" registra que, "em resposta a Jobim, o ministro Jorge Félix pediu ao Exército que cedesse técnicos para analisar a máquina". Quer "provar que o equipamento só faz varredura, vasculha se tem alguém monitorando o telefone". Na manchete do jornal, a Abin "desconfia" da Polícia Federal.

Por outro lado, a Folha destaca que o diretor interino da agência "trabalhou com Daniel Dantas".

E Mônica Bergamo diz que, "na conversa com ministros do Supremo, Lula chegou a se emocionar ao falar de sua família, 'tem uma central de grampos em cima de mim'." Ela funcionaria em São Paulo.

De Fernando Rodrigues, em "O grampo é cultural ":

_ A falta de controle serve aos políticos. Vários tiveram acesso às fitas [de FHC]. Cada um divulgou a parte que convinha. Eram de oposição e da situação. Sob Lula, pouca coisa mudou. É difícil afirmar ter havido aumento. Certamente as mazelas do país estão mais visíveis. Sabe-se até quantas linhas são monitoradas: 397 mil. Lula começou a atacar o problema pelo lado mais frágil. Afastou a direção da Abin. Incomodar as telefônicas fica para depois.

A Folha abre foto de Lula com Dilma Rousseff e Edison Lobão ao fundo e registra que o presidente "inaugura" o pré-sal.

No "Globo", enunciados como "Petróleo só em 2010, mas a eleição..." e "Auto-suficiência em marketing". Ao lado, entrevista com Gilberto Kassab, para quem "a prioridade é eleger José Serra presidente em 2010".

O "Estado" abre foto para Dilma "tocando um tipo de reco-reco, aclamada como candidata presidencial por petistas".

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h27

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

2010, o pré-sal e a estrada

Na "festa do governo", como chamou na escalada, o "Jornal Nacional" escondeu Dilma Rousseff e só tinha câmeras para Edison Lobão. Depois, deu reportagem alertando que "as técnicas do pré-sal ainda não estão desenvolvidas".

Por outro lado, em destaque no Globo Online e antes na capa do "Globo" de ontem, com repercussão no exterior pela Associated Press, "José Serra quer construir uma nova estrada Rio-São Paulo".

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h11

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sarah e a convenção

Gustav ficou para trás e a cobertura americana só trata de Sarah Palinaté Obama. Em destaque no Huffington Post, o site Intrade, que levanta o "mercado de previsões", abriu apostas sobre a eventual renúncia da vice de John McCain.

Outro problema é o que fazer hoje à noite com George W. Bush.

Escrito por Nelson de Sá às 11h39

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Caiu o aliado

O "China Daily" abre com a renúncia do primeiro-ministro do Japão. O jornal estatal diz que ele vinha tentando governar "com um parlamento dividido, em que a oposição controla o Senado e atrasa legislação, no momento em que a segunda economia do mundo escorrega para a recessão".

Yasuo Fukuda é descrito como "um conservador moderado que apóia relações próximas com os vizinhos do Japão", mas analistas chineses dizem que a China pode ter "otimismo cauteloso" de que as relações sino-japonesas serão priorizados pelo próximo governo.

 

Escrito por Nelson de Sá às 11h03

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O fator Palin

Com imagens das barreiras, "NYT", "WSJ" e "WP" destacam que o furacão atingiu a costa a 70 milhas de Nova Orleans e, enfraquecido, testou e não devastou a cidade, desta vez.
 
O "FT" ressalta na manchete central os "mercados aliviados" com o enfraquecimento de Gustav.
 
 
"WP" e "NYT" publicam no alto da capa a "série de revelações" envolvendo a vice de John McCain, Sarah Palin, sendo a mais recente a gravidez da filha de 17 anos, destacada também no "FT".
 
Até o "WSJ" já aponta "o fator Palin" como desafio para a convenção.
 
O colunista David Brooks, referência conservadora do "NYT", diz que a gravidez pouco importa, até elogia a vice, mas sublinha temer o que os "instintos" de John McCain podem provocar, sem um vice que dê ordem política a seus impulsos morais.
 
 
"WSJ", na manchete lateral, e "FT" noticiam o lançamento do browser da Google para navegação na internet, contra a Microsoft.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 10h01

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Record vs. Globo

Daniel Castro informa que "em dois meses a Record acumula queda de 21%" e "executivos da rede afirmam que foram prejudicados pelas férias escolares e pela Olimpíada."

Por outro lado, segundo Ricardo Feltrin, a Globo "escalou diretor para negociar com a Record, principalmente agora que ela se tornou detentora de boa parte das competições internacionais mais importantes". Seus "interesses (incluam-se aí canais pagos) têm sido discutidos com a Record por Alberto Pecegueiro".

E Flávio Ricco destacou, da entrevista de Alexandre Raposo a José Armando Vanucci na Jovem Pan, com foto e áudio on-line: "O presidente da Record não fugiu de pergunta nenhuma e revelou que a emissora está interessada em adquirir os direitos do Carnaval de Rio e São Paulo".

Globo & Telemundo: Segundo Lauro Jardim, a Globo começa a gravar na Colômbia, mês que vem, uma versão de "O Clone" em parceria com a americana Telemundo, iniciando nova política no exterior.

Record & Televisa: Segundo o site Meio & Mensagem, por outro lado, a concorrente Record fechou um acordo com a Televisa para produzir novelas da emissora mexicana adaptadas para o Brasil.

Escrito por Nelson de Sá às 09h33

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Animosidade

Folha, "Globo" e "Estado" abrem com a queda de Paulo Lacerda. O "Valor" avalia na manchete lateral que o episódio "favorece defesa de Dantas":

_ A divulgação de que o ministro Gilmar Mendes foi grampeado deve aumentar a animosidade entre o Supremo e a PF e, indiretamente, favorecer o banqueiro Daniel Dantas. Desde que a Operação Satiagraha foi deflagrada, a Corte se uniu para garantir amplo direito de defesa aos acusados e restringir algemas.

Da coluna de Ilimar Franco, no "Globo":

_ O general Jorge Félix (Segurança Institucional) está convencido de que há evidências de que o grampo foi feito no Senado... O presidente Garibaldi Alves está apreensivo com a possibilidade de ter sido feito no Senado por motivação política.

Segundo a Folha, o general acredita que "um ou mais agentes da Abin teriam sido contratados por Dantas para fazer e divulgar o grampo".

Na capa da Folha, "Orçamento da União não prevê verba para metrô, diferentemente do que anuncia a candidata Marta Suplicy".

No "Globo", acima da manchete, com mapa, "Serra quer construir nova Rio-São Paulo". Mais embaixo, no jornal carioca, Geraldo Alckmin "diz que unirá o PSDB em 2010 e que o nome mais forte hoje é o de José Serra".

Da coluna de Raymundo Costa, no "Valor":

_ Se havia dúvida sobre os planos de Lula para tomar de assalto a fortaleza tucana, a blitzkrieg por São Paulo e ABC não deixa margem: ele está determinado a derrotar o PSDB em seu território e desestabilizar a pré-candidatura de José Serra, o que, se ocorrer, provocará reviravolta nos cenários para 2010.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h26

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Vingança"

Não foi preciso investigar nem esperar confirmação da denúncia da "Veja". Na manchete do "Jornal Nacional", "Os presidentes do Supremo e do Senado cobram providências do presidente Lula sobre o grampo e ele afasta a direção da Agência Brasileira de Inteligência".

Já o "Jornal da Record" evitou transferir o poder a Gilmar Mendes, mas identificou quem era o alvo: "O escândalo do grampo. O chefe da Abin, Paulo Lacerda, perde o cargo. Lula se diz indignado com escutas clandestinas no Supremo".

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 08h26

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Um maço de Derby

Sexta, dia mundial contra o cigarro, e Danilo Gentili resolveu mostrar um pouco do talento que andava esquecido, de "stand up", ele que é assediado por Globo e Record:

Escrito por Nelson de Sá às 11h29

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gustav em Cuba

No "China Daily", a manchete vai para o novo terremoto que atingiu as províncias chinesas de Sichuan e Yunnan, matou 32, feriu mais de 400, destruiu cem mil residências _e mal foi noticiado no Ocidente.

O jornal, por outro lado, abre enunciado para o furacão e a fuga dos moradores de Nova Orleans, mas a foto é de Cuba, onde "Gustav deixou uma trilha de destruição".

 

 

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 09h57

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gustav & Katrina, McCain & Bush

"NYT", "WP" e o "WSJ", cuja capa não foi possível reproduzir, abrem com o furacão. No primeiro, "dois milhões deixam o caminho" em "êxodo histórico" e o Partido Republicano "corta eventos da convenção". Entre as fotos, os discursos de George W. Bush e John McCain. O "WP" também relaciona Gustav e a convenção no enunciado e avalia que politicamente "o furacão em questão ainda é Katrina".

No "Times-Picayune", o jornal de Nova Orleans que deixou de circular mas se manteve no ar, três anos atrás, registra a esperança de um "Gustav enfraquecido", mostra a "evacuação" da cidade e avisa que a proteção na "margem oeste" preocupa, por estar "incompleta".

Mas no site, agora, a esperança já é menor, com o furacão atingindo a costa "ainda categoria 3" e "sem expectativa de enfraquecer nas próximas horas". (PS 11h - Caiu para categoria 2).

 

  

Escrito por Nelson de Sá às 09h20

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Semana da pátria

Da coluna de Renata Lo Prete, "o marketing da primeira extração de petróleo pré-sal, amanhã em Vitória, inclui o lançamento de um selo especial dos Correios com a imagem do navio onde está a plataforma Juscelino Kubitschek e o carimbo 'pré-sal'".

Do blog de Lauro Jardim, "Lula quer todos os holofotes no pré-sal" e "a ordem no cerimonial é que nenhum candidato esteja no palanque, nem o prefeito de Vitória, João Coser". Com Lula, "de candidato (ou pré-candidato) só Dilma Rousseff".

E da coluna de Ancelmo Góis, "Cristina Kirchner assiste domingo ao desfile de 7 de Setembro" e no dia seguinte vai ao Congresso "fazer lobby pela adesão da Venezuela ao Mercosul, já aprovada na Argentina".

Escrito por Nelson de Sá às 08h38

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Oriente-se

Para "servir de orientação" aos candidatos a prefeito de São Paulo, destaca a Folha, as maiores construtoras do país montaram um plano de 200 obras viárias, no valor de R$ 15,6 bilhões.

No texto da manchete da Folha, "Lula mandou a Polícia Federal investigar o grampo ilegal" e "apurar o eventual envolvimento de agentes secretos da Abin". No "Estado", "Lula decidiu enquadrar a Abin".

No "Globo", "Lula recebe Gilmar Mendes para reunião de emergência" e "a situação de Paulo Lacerda, diretor-geral da Abin, é delicada". São "três poderes contra o grampo".

De Fernando Barros e Silva, na coluna São Paulo:

_ Eu desconfio dos veementes, dizia Nelson Rodrigues. No caso, dos que estufam o peito para alertar que o Estado de Direito está sob ameaça, o que tem ocorrido sempre que alguém da cobertura vai preso... Quantos condenados já cumpriram sentença, mas seguem em cana? Nem todos têm a mesma opportunity perante o Supremo. Foi preciso que os arbítrios da polícia chegassem ao topo do edifício social para que os arautos da legalidade começassem a se movimentar. Está certo Joaquim Barbosa quando diz que certa elite monopoliza a agenda do Supremo. Sim, é grave, é gravíssimo o grampo contra Gilmar Mendes. E também estranho: é a primeira vez que uma escuta ilegal é boa para os grampeados.

 

 

Escrito por Nelson de Sá às 08h03

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Às falas

No topo das buscas em espanhol pelo Google News, ontem, "Lula dice que Dios decidio vivir en Brasil". No alto do portal iG (esq.), "Deus cuida de todos os países, mas parece que resolveu morar no Brasil".

No alto da home da Folha Online, sempre ontem, ele "comemora" sua popularidade em São Paulo, apontada pelo Datafolha, "depois de apanhar". No Globo Online, "Lula celebra seu sucesso na imprensa que bate nele".

Foi num crescendo de comícios, da ex-ministra Marta em São Paulo ao ex-ministro Luiz Marinho de São Bernardo do Campo, prometendo até "acabar definitivamente com a pobreza", usando o petróleo. Em Santo André, por fim, "Deus".

Lula "celebrava" também o Ibope no ABC, manchete ontem no "Diário do Grande ABC" e no UOL. Em Santo André, um petista lidera. Em sua cidade, São Bernardo, "Marinho sobe 13 pontos e empata com tucano".

Por outro lado, a "Veja" publicou que o "presidente do Supremo foi grampeado pela Abin" _acima da manchete "Vingança", sobre outro assunto. E o "Jornal Nacional" asseverou, no sábado, "Gilmar Mendes foi espionado por funcionários da Abin". Foi manchete, com o ministro dizendo que agora "neste caso o próprio presidente é chamado às falas":

E assim, duas semanas depois de encontrar FHC, como informou Mônica Bergamo, "Gilmar" encontra Lula, hoje.

Leia aqui a íntegra da coluna "Toda Mídia" de hoje.

Escrito por Nelson de Sá às 07h47

Comente | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores
Blog da coluna "Toda Mídia" (assinantes Folha e UOL), de segunda a sexta, pela manhã, escrito pelo jornalista Nelson de Sá.

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.